9 de ago de 2011

Carta endereçada a Jarbas Vasconcelos, assinada por Conselheiros Federais da OAB

"Excelentíssimo Senhor Presidente Jarbas Vasconce­los e demais dignos Diretores da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Pará.

 

Nós, Conselheiros Fede­rais pela delegação do Pará junto ao Conselho Federal e Conselheiros Seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil-PA, exercendo manda­to que nos foi conferido pela classe nas eleições de 2009, vimos externar a V. Exa. e aos demais Diretores, aos que exercem mandatos e cargos na Seccional do Pará e às advogadas e advogados deste Estado, o nosso profundo descontentamento pela inaceitável exposição, nega­tiva e deletéria à dignida­de da advocacia e da OAB, como vem sendo promovida em todos os meios de impren­sa e rede mundial de compu­tadores nesses últimos dias.

 

Jamais se viu, em qual­quer época, nossa entidade de classe sofrer tanto opró­brio e nós, advogadas e advogados, tanta desonra.

 

Desde o dia 03 de julho último, assistimos, estarre­cidos, denúncias e confis­sões de uma pletora sem fim de irregularidades quan­to à condução de um assunto que poderia ter seguido os mais comezinhos princípi­os constitucionais da impessoalidade e da moralidade, exigíveis de toda a adminis­tração pública e, mais especialmente, os deveres éticos que conformam essa entida­de centenária e justificam sua estatura moral como representante preferencial da soci­edade civil brasileira.

 

Apelamos ao bom-senso e hombridade de V. Exa., em respeito e submissão aos princípios da moralidade e da impessoalidade, em homenagem à honorabilidade da OAB e em cumprimento aos termos do compromisso assumido por V. Exa. quando empossado na Presidência da OAB-PA, que se licencie do cargo de presidente até que a Comissão de Sindicância do Conselho Federal conclua seus trabalhos, como única maneira de prevenir maiores danos e maiores perdas ao patrimônio moral de nossa instituição.

 

Nunca é demais lembrar o compromisso assumido por V. Exa. "Prometo manter, de­fender e cumprir os princípi­os e finalidades da OAB, exer­cer com dedicação e ética as atribuições que me são delegadas e pugnar pela dignidade, independência, prerrogativas e valorização da advocacia."

 

Belém, 04 de agosto de 2011.

 

Assinam a carta os Conselheiros Federais Ângela Sales, Frederico Coelho de Souza e Roberto Lauria.

Publicada em o “Diário do Pará”, edição de 09.08.2011